A Transformação de Cultura é feita em quantos passos?

POSTADO POR thiago 19, fevereiro, 2021
Comportamento

Por: Rogério Babler

Escrevendo para Harvard Business Review, Denise Lee Yohn diz que uma abordagem de cima para baixo para construir a cultura da empresa não funciona mais e todos na organização agora precisam ser responsáveis pela construção desta. Ela observa que a pandemia mudou radicalmente a forma como os líderes interagem com os funcionários e como os colegas se conectam entre si. A nova abordagem, que leva em conta as várias perspectivas de funcionários, clientes e gerentes, não necessariamente “relega a construção da cultura a um conceito amorfo que todos influenciam, mas ninguém lidera ou é responsável”, escreve a autora – fonte: Harvard Business Review.

Ao ler o texto de Denise Lee Yohn, e de muitos autores que falam sobre o tema, incluindo, na minha opinião, o papa do pensamento complexo – Edgar Morin, me faço algumas provocações:

Se o #ambiente é cada vez mais #complexo, repleto de #variáveis que emergem a todo o momento, faz sentido não mais apoiar a transformação de cultura como os modelos clássicos que estudamos.

Os #modelos estão #ultrapassados?

Eu não acredito nisso, mas acredito que, por vezes, sejam insuficientes. Assim como uma pesquisa de engajamento é insuficiente para se medir o engajamento, os modelos clássicos sozinhos sejam insuficientes. É importante reconhecer um modelo que reconheça a potência das emoções na organização. Resumindo – ambos são insuficientes, e ambos são necessários!

Sinto muito se você estava esperando uma receita de bolo. Como vimos acima, não há!

Mas tenho uma boa notícia, em três passos!

  1. Oriente-se com os conteúdos de modelos clássicos e validados (ex: Richard Barret, J. Collins, R. Charan, etc)
  2. Leia nosso próximo artigo onde abordaremos nosso modelo “gente para negócios”
  3. Junte esses dois conteúdos e crie os seus próprios passos dentro da sua Empresa!

Vamos nessa?

TAGS
Linkedin Facebook Twitter Instagram WhatsApp E-mail

Postado por thiago

thiago.

POSTE UM COMENTÁRIO

Nenhum Comentário